Contact...

11.05.2008

A/C Sr Universo (II)

Caríssimo,

Na próxima reencarnação, se não for muito incómodo, gostaria de ser agraciado com um joanete que me alertasse para mudanças de temperatura ou aumento dos níveis de pluviosidade e não um maldito sexto sentido - inconsciente, premonitório e que me causa insónias - para epifanias existenciais a curto prazo. Um pequeno parêntese, quando é que as capacidades paranormais do meu terceiro mamilo se manifestam?

Por último... se possível reencarne os senhores dos TV on the radio. É que as suas musicais são uma óptima profilaxia para estados emocionais frágeis. Não sei se já teve a oportunidade de ouvir o seu último álbum, Dear Science. É bom, bem diferente dos outros, menos abrasivo, mais consistente, mais space pop (sim, sim, às vezes recordam-me os Sigur Rós, imagine só), com laivos de funk ouvido noutras andanças (Chk Chk Chk) ou mesmo electrónica minimalista via In Rainbows dos Radiohead com letras de chorar por mais. (e às vezes chorar só por que sim, porque ressoa e porque somos apenas humanos)

Deixo-lhe aqui uma pequena demonstração do último exemplo supracitado e não se preocupe. Fazendo minhas as palavras dos The National: "baby, we'll be fine".

Eternamente grato,
D

web www.tvontheradio.com
myspace tvotr
label 4AD


video

Tv on the radio - Love dog

Lonely little love dog that
No one knows the name of
I know why you cry out
Desperate and devout

Timid little teether
Your eyes set on the ether
Your moon in a bella luna and
Howling hallelujah

Nameless you above me
Come lay me low and love me
This lonely little love dog
That no one knows the name of

Curse me out in free verse
Wrap me up and reverse this
Patience is a virtue
Until it's silence burns you

And something slow
Has started in me as
Shameless as an ocean
Mirrored in devotion

Something slow
Has sparked up in me
As dog cries for a master
Sparks are whirling faster

Lonely little love dog
That no one knows the ways of
Where the land is low is
Where the bones'll show through

Lonely little love dog
That no one knows the days of
Where the land is low is
Where the water flows to
And holds you

4 comments:

Anonymous said...

Boas!
É só para deixar um obrigado pela boa música que vou conhecendo através de ti ...
Continua
Abraço e espero que continues a cheirar a céu como no último post!
A.

Graven said...

Muito obrigado pela visita, A. Outra forma de conhecer música (boa ou má) é através do Last.fm. Recomendo vivamente!

Anonymous said...

Tass bem por aqui ...

Graven said...

Ainda bem, temos cervejas no frigorifico e o número da Telepizza em speed dial.