Contact...

6.18.2007

A tarefa

No âmbito de mais um evento empresarial (rallypaper) com o intuito fomentar algum team building, foi-nos pedido para tirar uma foto emblemática de Portugal que fosse para além dos lugares comuns. Depois do team building, ou seja, beber bejecas e, basicamente, passar um fim de tarde de sexta-feira no deboche total, decidi apresentar um aspecto, bastante particular do imaginário masculino nacional, aos meus colegas de terras de sua majestade. O belo calendário publicidade de uma oficina (neste caso carptes, colchões e artigos vários para estufadores), presente em qualquer barbeiro que se preze, com uma foto de uma senhora voluptosa e bastante calorenta.

Lamento apenas que o dono (ou dona, tempos modernos) da casa tenha decidido manter esta jovem rapariga, certamente orgulhosa do seu país, gentes e costumes, no anonimato. Isto sim, é o verdadeiro Portugal, não é cá o que os ingleses vêem em filmes como o Love Actually.


Sim, aquele é o meu polegar e não, eu não escolhi manter o anonimato. Trata-se de anonimato forçado por azelhiçe do fotógrafo. A foto em si, ainda que devidamente explicada e enquadrada na categoria "símbolos nacionais alternativos", foi desclassificada, o que é pena. Cá para mim, os ingleses têm é inveja do produto nacional.

5 comments:

Mushroomdeluxe said...

Se já é indecente nem lhe ver os dentes, acho mesmo deplorável que nem lhe ponham um casaquito pelos ombros, estando ela tão próxima da janela!

nuno said...

Oh meu deus, depois das garagens chegou a vez dos estufadores terem calendarios destes ? Ser a que a senhora tamebm serve para testar os estofos? Os sofas??

Graven said...

mushroomdeluxe,
Mas estamos no verão. a cachopa aproveita para ficar com uma corzita.

nuno,
Sim, é verdade. O mercado do calendário caliente foi forçado a expandir-se. Longe vão os tempos dos calendários da garagem "Roxo - Escapes e Pneus"

Kraak/Peixinho said...

Naum sei é o que o teu braço faz ali, mas ok. Naum comento mais nada :Z

Graven said...

Graven diz "SIM!" aos calendários eróticos revivalistas da nossa adolescência!

Este post na realidade surge na consequência de uma sugestão de uma amiga minha (e leitora do blog, vá lá acusa-te!) de meter imagens de mulheres nuas nas paredes da minha casa. Não sei de onde é que ela tirou essa ideia pioneira, mas uma coisa é certa, ela não estava bêbada.